Círculo vicioso e virtuoso

Qual lobo você alimenta?

Esse gráfico que parece super complicado tem uma verdade simples por trás, como aquela da fábula dos 2 lobos (o construtivo ou o destrutivo): o lobo que mais vai crescer é o lobo que você mais alimenta…

  1. Quanto maior sua rigidez psicológica, maiores vão ser as chances de você fugir das experiências indesejadas (vamos chamar essas experiências de dor de presença, coisas que você não queria que acontecessem, mas não tem controle sobre elas), ao invés agir na direção do que importa pra você;
  2. Quanto mais você foge das suas próprias experiências, mais sua vida fica restrita (criando assim, a dor da ausência de uma vida valorizada).
  3. Quanto mais sua vida fica restrita, mais você tende a aumentar sua rigidez.

E o círculo vicioso recomeça…

Mas podemos pegar o caminho diferente:

  1. Quanto maior a flexibilidade psicológica, mesmo diante da dor da presença (de coisas que não desejamos, mas não controlamos) mais você age na direção do que importa (ao invés de fugir do que você não tem controle);
  2. Quanto mais você age na direção do que importa, mais você tem uma vida valorizada;
  3. Quanto mais você tem uma vida valorizada, mais você tende a aumentar sua flexibilidade.

E assim o círculo virtuoso recomeça…

A qualquer momento, você pode mudar a direção do círculo em que você está. Basta apenas escolher bem o lobo que vai alimentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Agende uma sessão