21 de julho de 2019

Sobre

Meu nome é Luciano Lobato, sou psicoterapeuta, mestre em psicologia experimental pela PUC-SP, cientista e designer comportamental (CRP 06/80.478). Meu trabalho tem como propósito ajudar as pessoas a lidarem com as emoções negativas de forma efetiva para ter uma alta performance, criando alternativas às formas de viver disfuncionais ou limitantes e, com isso, uma vida com menos sofrimento emocional, mais plena e com propósito. O resultado disso é o empoderamento do cliente, com ele se tornando o autor e protagonista da própria vida, e esta se tornar a obra de arte ou o projeto criado por ele mesmo.

Faço isso por meio psicoterapia comportamental contextual, um conjunto de abordagens mais atuais da terapia-cognitivo-comportamental, baseadas em evidências científicas e que envolvem métodos de exercícios experienciais, metáforas, práticas de aperfeiçoamento entre as sessões, relacionamento terapêutico, todos norteadas pelos pilares de viver guiado por valores e mindfulness.

Trabalhei em consultorias, empresas de desenvolvimento de software e startups desde 2005. Atendo como psicoterapeuta em consultório e realizo projetos de design comportamental. Nas 2 áreas, utilizo a criatividade do design e o rigor das ciências comportamentais.

Tenho como valores norteadores do meu trabalho e vida: sabedoria, criatividade, coragem, compaixão, humor, cooperação, excelência, autodisciplina e autogestão.

Flerto com o Budismo, Estoicismo e o Anarquismo, mas priorizo acima de tudo, os conhecimentos das Ciências Comportamentais.

Psicoterapia Comportamental Contextual

As abordagens que utilizo, Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT – Acceptance and Commitment Therapy), Ativação Comportamental e Terapia Comportamental Dialética são terapias cognitivo-comportamental de terceira geração que se baseiam nas descobertas experimentais da Ciência Comportamental Contextual e que já foram validadas como tratamentos efetivos para condições como:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Estresse no trabalho;
  • Dor crônica;
  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Fobia social;
  • Fobias específicas;
  • Síndrome do pânico;
  • Transtorno obsessivo-compulsivo;
  • Transtorno de personalidade borderline;
  • Psicose;
  • Abuso de substâncias;
  • Entre diversas outras.

A Psicoterapia Comportamental Contextual maximiza o potencial humano para uma vida rica e significativa através de 2 elementos chaves:

  • Ativação (ações comprometidas com os nossos valores): nos ajudando a esclarecer o que realmente é importante para nós mesmos e usando esses valores para guiar nossas ações para construir a vida que queremos;
  • Mindfulness (atenção plena): nos ensinando habilidades psicológicas de atenção plena (mindfulness) para lidar com emoções e pensamentos difíceis ou indesejados que podem estar servindo de obstáculos para construir a vida que queremos.
WhatsApp Mensagem pelo WhatsApp