Artigo antigo “Design para o Comportamento: uma alternativa ao Design da Experiência do Usuário”

Artigo publicado no extinto EBAI (Encontro Brasileiro de Arquitetura da Informação) de 2010: Design para o Comportamento: uma alternativa ao Design da Experiência do Usuário (PDF).

Sobre categorias, compartimentos e animais que pertencem ao imperador

Compartimentos

Para Steven Pinker, autor dos livros Como a mente funciona e Do que é feito o pensamento, categorizar consiste em por objetos e pessoas em “compartimentos mentais”, rotulá-los (dar nome a cada compartimento), e tratar da mesma …

Premissas do design: facilidade de uso ou cognição aumentada

Usabilidade pode ser encarada como facilidade de uso. Ou pode ser encarada como cognição aumentada. Tudo depende dos usuários, objetivos, contexto de uso e critérios de desempenho das tarefas. E das premissas que o designer tem para a usabilidade.

Segundo …

A experiência como objeto do design

O nascimento da Psicologia Científica

Muitos estudiosos da história da psicologia dão como um marco do nascimento da psicologia científica a fundação do primeiro laboratório de psicologia experimental, criado por Wundt em 1879. Querendo se separar da tradição filosófica (até …

O lobo que alimentamos e as histórias que contamos para nós mesmos sobre nós mesmos

Segundo diversos psicólogos, todos nós pegamos diversos pedaços das nossas vidas e as juntamos em uma narrativa coerente e, na medida do possível, significativa.

A “narrativa da identidade” é um conceito criado pelo psicólogo Dan McAdams e se …

A diferença entre o design tradicional e o design comportamental

Do design tradicional ao design centrado no ser humano

O apartamento que minha esposa e eu moramos há quatro anos, ultimamente, tem demonstrando sinais de que precisa de alguns consertos. Esses pequenos consertos cresceram para algumas reformas maiores até chegarmos à …

Ficções compartilhadas como característica definidora da humanidade

De acordo com Yuval Harari (autor de Sapiens: Uma Breve História da Humanidade), o Homo Sapiens é o animal que dominou o mundo porque é a única espécie capaz de acreditar em coisas que não existem na natureza (a Ordem …