NudgesLab_Logo

A NudgeLabs está na indústria comportamental: nosso negócio são mudanças comportamentais. E o mundo precisa de mudanças comportamentais urgentemente.

Propósito

A NudgesLab tem o propósito de ajudar os clientes a criarem transformações sociais, saúde, prosperidade, produtividade e bem-estar usando os conhecimentos científicos da psicologia para projetar soluções escaláveis de como encorajar as pessoas a tomarem melhores decisões para elas mesmas, para os negócios e para a sociedade.

 

Valores

Valores

  • Transformações: acreditamos que as experiências são um meio para as mudanças comportamentais, que por sua vez, são meios para transformações de impacto. O consumidor não é apenas um consumidor, mas uma pessoa como um todo. Não quer apenas vivenciar, mas se transformar e ajudar a causar transformações psicológicas, sociais, ambientais, culturais, mercadológicas, econômicas.
  • Resolução de problemas: acreditamos que o pensamento projetual deve ser encarado como um processo de resolução de problemas inteligente, não como styling, embelezamento ou acabamento final.
  • Paternalismo libertário: acreditamos que o ser humano pode precisar de alguma orientação ou ajuda por parte do governo, empresas privadas e associações e fundações do terceiro setor para tomar algumas decisões melhores para si mesmo e para a sociedade, mas sem que tenha sua liberdade de escolha restrita.
  • Projetos centrados no ser humano: acreditamos que para criar transformações, precisamos criar soluções para os problemas das pessoas e que elas devam ser o início, meio e fim de qualquer projeto.
  • Transparência: acreditamos que qualquer mudança comportamental deva ser causada por cutucões transparentes e francos.
  • Experimentação contínua: acreditamos que o mantra “testar e aprender” é válido para qualquer intervenção comportamental escalável.
  • Embasamento científico: acreditamos nos dados, em pesquisas e em evidências. O resto é só discurso.

Diferenciais

 

Matriz_Avaliacao_Valor

Vale aqui uma ressalva: embora estejamos nos comparando com essas empresas para mostrar no que nossa proposta de valor difere das propostas de valores delas, elas são mais parceiras (as vezes clientes, as vezes prestadoras de serviço, as vezes parceiros na equipe do projeto) do que concorrentes. Já trabalhamos e/ou fazemos parcerias com diversas agências de publicidade, conscientização, consultorias de Design Thinking e empresas de CRO.

Em relação às agências de publicidade e branding:
Apesar de ter o comportamento do consumidor como principal foco de trabalho, de resto, temos bem pouco em comum com as agências. Assim como as consultorias de design thinking, nós ajudamos as empresas a criarem valor para si mesmas ao criarem valor para os consumidores ou usuários finais, mas não promovendo a marca como fazem as agências de publicidade ou branding. Além dessa diferença entre fins, temos também diferenças em relação aos meios: temos a psicologia como base para qualquer intervenção. Uma frase famosa no meio publicitário (e vivida na pele pelos clientes das agências) é “sei que metade de meu orçamento para a publicidade é desperdiçada, mas não sei qual metade” (algumas vezes atribuída ao fundador da Unilever, Leverhulme; outras atribuídas ao comerciante da Filadélfia John Wanamaker). Ao adotar a experimentação contínua da filosofia “testar e aprender”, e projetar soluções escaláveis, sabemos exatamente quais intervenções estão funcionando e quais não e porque.

Em relação às consultorias de design thinking:
Sem dúvidas, a abordagem do design thinking foi revolucionária e deu acesso à uma diversidade imensa de tipos de projetos que nem seriam cogitados antes pelos designers. Porém falta às consultorias o conhecimento científico sobre o comportamento humano para poderem realmente causar grandes transformações. E esse conhecimento da psicologia é o nosso forte.

Em relação às agências de conscientização:
Temos o mesmo objetivo que as agências de conscientização: mudanças comportamentais para causar transformações socioculturais. Porém, embasados em mais de 100 anos de pesquisas científicas da psicologia, não temos como acreditar que a consciência é o suficiente para causar mudanças comportamentais pró-ambientais, pró-sociais, sustentáveis, responsáveis, entre outros. Ao invés de tentar conscientizar as pessoas, usamos cutucões (pequenas mudanças na organização do ambiente) embasadas na psicologia para criar essas mudanças comportamentais.

Em relação às empresas de CRO (Conversion Rate Optimization):
Como as empresas de CRO, não consideramos o trabalho feito antes de testarmos sua eficácia. Mas diferente das empresas de CRO, partimos do conhecimento científico para embasar nossas propostas / hipóteses de projetos, e não de detalhes aleatórios ou apostas com base em presunções. A teoria sem a experiência é vazia, mas a experiência sem a teoria é cega. Além disso, o trabalho de CRO costuma ser restrito ao meio digital, enquanto nós vemos o digital como parte, mas não o todo. Outra diferença é que o trabalho de CRO, em quase 99% das vendas é utilizado somente para o aumento de vendas e receita, enquanto nós focamos em causas sociais e iniciativas para o bem comum, muitas vezes, não lucrativas.

 

Quer saber mais?